7.11.18

memória curta

A verdade é que sinto cada vez mais o afastamento sentimental e físico das pessoas q me eram eternas ao longo do meu tempo. Dou por mim a avaliar a distância como se fosse uma matéria só minha. Estudo-a. Tento soluciona-la mas n vejo presenças fixas para faze-lo. Hoje em dia é preferível adiar o agora. É sobre colocar a saudade na gaveta e um café p próxima semana. Estimamos o tempo q agora parece-nos sempre tão pouco. Tão rápido. Tão ocupado cheios de bagagem trabalhosa. A parte em q há sempre um tempo p tudo parece-nos realmente uma cena aldrabada. Ou nem tds somos feitos de uma carruagem em q sabemos a reciprocidade é sim importante. Dar tempo ao tempo e o tempo dirá. E ele tem me dito tanto ultimamente q até preferia nem me aperceber disso. 

6.11.18

24.

"ficar perto de quem só reclama é um esvaziamento energético", acho que acabei de levar uma lapa na cara e senti-a bem. 

23.9.18

🌺 mais bonita do meu jardim

Todos precisamos de um alguém q nos saiba dizer q não há resposta p tudo. Que não há dias absolutamente maus. Que não há noites más e que os dias às vezes não se esforçam nos colorir.
Que não se lamenta o q n se sente mas q tb n se esquece do q se nutre por alguém. Que não precisamos de estar lá sempre mas que tb n devemos de tropeçar em nuncas. Que hoje é hoje mas que amanhã será um amanhã sem nos esquecer do q sonhamos p ontem.
Que as lágrimas nos corroem mas tb q há sorrisos q nos ressuscitam. Q quando se estende uma mão n é p nos cortarem os dedos mas q tb o braço te eleva ao ponto de dar abraços felizes. Q devemos ser fortes mas tb n esquecer q a fragilidade nos protege.
Todos precisamos de alguém q cuide  de nós mas tb nos tolere nos dias em q não gostamos de nng. Q se algo que deu errado, algo certo te irá atazanar com a vida. Te vai mergulhar numa poça de fé infinita.
Faz-nos falta às vzs saber com quem devemos acabar aql resto de cigarro, de música, de pôr do sol, de início de dia, aql shot ao meio da madrugada, uma loucura, uma dança, um sonho e um balançar de mãos. De brincar e ser eternamente crianças como brigar porque iremos ser ironicamenre adultos qd o santo sair do altar e nos benzer. Deus nos livre de nos tornarmos rotinas feias. De caminhos estreitos. De risos falsos. De abraços corrosivos. De palavras q nos arrancam a alma q por nós viaja.
Fortuna que os nossos olhares nunca se percam porque gosto demasiado deste alguém q és tu.
Que nnc te diminuas p caber do mundo de nng porque no meu entraste em bicos de pé.