1.3.12

24, dono do meu coração

Orgulho-me, confesso. Cada passo que damos até às vitórias de cada dia, só nos fazem mais fortes. Oh, se tudo isto fosse sonhos não quereria acordar. Cada beijo ao sol quente, cada abraço que me aconchega em tempos frios. Cada noite sentados a olhar as estrelas, cada dia a admirar o mundo que nos rodeia. Aprendi a dar valor aos pequenos pormenores da vida e tu ensinaste-me a fazê-lo também. Não foi obrigação, foi amor. Amor de unha e carne. Aquele amor que quando junta duas pessoas que se amam, não se tem por onde começar. Passe o tempo que passar, não deixo de desejar os teus beijos quentes e doces. Preciso do teu forte abraço para me sentir viva, assim como a tua alma para aquecer a minha. Podia passar cem anos, que o teu cheiro sei de cor, sei de cor como cada passo que dou ao teu lado. Tu encantas-me. Ainda mexes comigo, como 'mexias' desde o primeiro dia que te vi. Consegues fazer com que solte os mais bonitos sorrisos e te fale em choro, as mais lindas palavras para o bom ser que és. Não é por seres quem amo. É por seres tu. É por ser de ti que falo que tudo me faz querer andar para sempre do teu lado. É por seres a pessoa que leva as minhas mais sinceras lágrimas - sejam elas de felicidade ou tristeza - mas também és tu o primeiro a dar tudo mas tudo, para me ver bem em todas as circunstâncias. E sabes uma coisa? É por seres assim.

5 comentários:

Jun disse...

que linda, docinho!

Jun disse...

só para dizer que amei o teu blog e que quase o li todo *

Jun disse...

a sério, a sério! gostei mesmo! e gosto muito da tua escrita, de como apresentas o blog e esse tipo de coisas.

Jun disse...

obrigada eu querida!

inês disse...

adoro!