23.3.12

1, ao sabor do vento

Eu aviso que quando se vão, ao menos que não voltem porque é desnecessário. As amizades já não têm o mesmo gosto e o gostar perde-se ao longo do tempo. É verdade. Não irei iludir por coisas que já tem a sua explicação. Se estou triste? Muito pelo contrário. Estou contente por mim, por entender que também quem não se lembra de mim não irei lembra-lo também, tão simples quanto isso. Aposto que se acham o centro do mundo e os outros é quem os rodeia...e no fundo, estão tão sozinhos quanto as sombras deles no chão.

17 comentários:

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

adoro.

joana. ou alice. disse...

Adoro, princesa. Devo dizer-te que o teu blog é dos meus preferidos <3

joana. ou alice. disse...

E oh, obrigada princesa ♥
Mas não se trata de ser melhor ou pior... trata-se de encher ver as nossas coisas por aí espalhadas :s

Ivy disse...

gostei :)

mai disse...

Está muito bonito (:

Catarina Gandra disse...

infelizmente tens toda a razão... gosto imenso do blog :)

joana. disse...

tu és das melhores <3

Aurora disse...

vou sempre gostar do teu doce blog e de ti <3

patricia meneses disse...

Lindo lindo*

sophie disse...

adoro :)

inês disse...

que bonito e verdadeiro!

sílvia sampaio. disse...

oh , muito obrigada! :D blog lindoo

Mariana Ferreira disse...

és uma princesa e as princesas não merecem sofrer :)) vá, anima!

Ana Margarida disse...

Adorei, adorei, adorei! Estou a seguir *

Madalena Marisa disse...

profundo!

Esther Dias disse...

obrigado cátia. boas férias:)

ParadoxoSD disse...

Gostei muito do teu blog, escreves bem! Sigo*
Quando e se poderes dá uma visita lá no meu, pode ser que tbm gostes ;)