11.11.11

19, dono do meu coração

Onze, do mês onze e do ano onze - acaba-se assim mais um dia - agarrada a ti, protegida e amada só por ti. O ano passado esperei para dizer o mesmo pela mesma hora de hoje, lembro-me como se fosse hoje. A felicidade que transbordava os meus olhos, só tu entendes o porquê de eu sorrir - há coisas que só tu conheces, tu que és o meu elo mais forte. Isto é especial. Tomara eu algum dia conseguir explicar o que levo de ti em mim. A força que me transmites, a paz de espírito, o aconchego que me dás. Valorizo-te não só pelo que és, mas pelo o que eu sou por estar ao teu lado - és o meu remédio. Se algum dia o nosso amor acabar - isso que não vou deixar, deixo de acreditar no amor verdadeiro. Cuida sempre de mim, que eu sem ti, já me vejo sem futuro - a minha vida até já anda para trás - Deus me livre. Sei perfeitamente se cair 7 vezes, tu amparas-me 9 ou 10 - já és destino traçado. É um tudo que sem ti é definitivamente significa um nada. Ainda bem que te conheci, descobri o que faltava desde sempre na minha vida. Adormecerei a pensar em ti e amanhã já estarás a acordar o meu pensamento - Amo-te.

4 comentários:

Paulo disse...

Felicidades para ambos, gostei imenso. *

S. disse...

desejo que sejas muitíssimo feliz, minha querida.
beijo enorme

Maria Inês disse...

Percebo tão bem este texto querida, adoro :D

Cláudia disse...

LINDO LINDO LINDO :b
Apaixonei-me pelos teus textos, escreves unicamente bem, perfeito, mágico, extraordinário :b
As palavras, o sentido de canda frase, o valor que cada palavra tem, tudo perfeito mesmo :)
Vê-se que usas simplesmente o coração, e não a alma, o que disser ou sentir o teu precioso coração, desabafas para um papel, para o teu blog, para o teu diário :D
O teu coração está tão apaixonado, está na lua, que faz com que o teu batimento cardíaco acelere. Já sentis-te isso? É ele que nos transmite os efeitos secundários do amor, está sempre a trabalhar, nunca pára :)
É graças a ele, que escreves assim coisas tão belas, apaixonantes, deslumbrantes, mas claro, a dona tem que ter aquele toque especial, aquele geito para a escrita, senão, não sairia tão bem, não é?
ÉS boa no que fazes, sim sim :D
AMO O TEU BLOG, e claro vou seguir :)