15.10.11

“Eu queria de volta aquele tempo em que eu era forte, que eu sabia resistir. Aquele tempo onde nada me abalava, quando eu sabia pelo menos fingir uma certa frieza. Hoje em dia é que dói, porque eu não sei mais como não me entregar. Não sei mais negar o que está escrito nos meus olhos. E se você prestar atenção, vai perceber. As máscaras já estão muito pesadas para que eu possa carregá-las sem dificuldade. Essa fraqueza que existe agora, só deixa evidente verdades que eu não consigo esconder. Se é fácil notar, acabo confessando o que antes se mantinha em segredo. Não existe mais maneira de fingir que tenho um coração de pedra. Sinto falta de quando eu podia disfarçar, mas agora, sei que vai entender meus sentimentos assim que me ouvir tentando contar uma mentira. Já não sei me manter em pé, me sinto vulnerável, com a minha realidade exposta. Assim fica evidente.E a primeira certeza que vai se confirmar, é que eu sempre te amei e sempre vou amar.”

10 comentários:

patricia meneses disse...

Está lindo*

dianasousa disse...

ADORO!

claudiagomes. disse...

eu amo-te outro tanto e quero que sejas feliz outro tanto também, juro.

S. disse...

gosto muito, minha Cátia

Mariana Pereira disse...

lindo.

Maria Inês disse...

A-D-O-R-O :$

mimi disse...

um dia irei ao teu encontro, pegarei na tua mão e aí irei constatar que continuas cheia de força. Irei abraçar-te - mesmo sem te conhecer - irei sorrir para ti e responder à pergunta do silêncio, "eu sou forte nas maiores fraquezas, tu serás forte nos piores momentos" <3

joanarocha disse...

Lindo !

disse...

está lindo!

raquel barbosa disse...

gosto e sigo *