3.9.11

um amor de amizade

"Tu vais sempre entender o porque das minhas lágrimas, a verdade ou a mentira nos meus sorrisos, a piada nas minhas gargalhadas, a mentira de quando ainda pensava fingir junto a ti - que estava tudo bem. Agora? Já não serve de nada. Não vale de nada sorrir quando o que me apetece é chorar, não vale de nada dizer que está tudo bem quando não está! Apesar disto tudo, quero-te dizer que és essencial. Obrigada por tudo, pelas palavras - por tudo mesmo."

4 comentários:

ana disse...

existem pessoas que nos são muito queridas, que são muito!

ana disse...

sim meu amor, como estás?

S. disse...

P-A-R-A-B-É-N-S

wild spirit disse...

by: adriana barbosa.