6.9.11

3, dono do meu coração

É neste cantinho de mundo onde o sol nasce, aquece. É neste pedacinho de mundo onde a lua brilha, ilumina. É neste bocadinho de céu onde as estrelas se mostram, cintilam. É neste bocadinho de terra onde constroem, destroem. É neste pequenino coração onde mora um ser quente, brilhante, que se mostra sem destruir. Que constrói o maior dos maiores amores que por aí vagueiam, que por aí voam. Que por aí se afirmam, que por aí se desmentem. Que por aí se sufocam, que por aí se abafam, se reprimem. A passagem dos anos ensinou-me que o amor não é feito pelo tempo, o tempo é que faz o amor. Como aconteceu entre nós. Não foi as palavras que nos definiu, construiu, caracterizou. Ajudaram a transmitir o que sentimos mas não mais do que isso. Foi estes dias, foi estas noites que calcaram as palavras tristes, estúpidas. Foi estes gestos, foi estas marcas que nos deixou o tempo entre as mãos. Mãos entrelaçadas, no poder da união. Por isso, não existem palavras que me corram para fora do coração, nem que entrem. O brilho que existe no teu olhar já é um efeito em mim. Os pequenos que valem pelos grandes. Rafael, quem me dera a mim conseguir dizer-te todos os sentimentos e emoções que por mim correm, saltam, pulam quando para ti olho. Quando por ti chamo. Quando te beijo, cheiro. Não existem as palavras certas, ou então, que inventem mais. Sabes que pela tua felicidade luto com unhas e dentes. Pelo teu bem-estar suo. Pelos teus sonhos faço com que eles aconteçam. Em meia dúzia de letras tenho a certeza que saberias que um amo-te valia por todo este grandioso texto. Saberias que um beijo sereno valia por todas estas definições. Tentei, porque pelo também pelo teu sorriso faço tudo. Amo-te, daquele do bastante para o muito e do muito para o gigante e desse só resta o infinito. O meu coração bate por ti. Não há nada que não faça por ti. Contigo tudo. Sem ti nada.

5 comentários:

Cátia Mourisca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanessa ൪ disse...

que lindoo *-*

Lara Carrasco disse...

I'm in love. Li em voz alta, e está excelente meu amor. Como sempre!

Madalena Mourisca disse...

os textos lindos do teu falecido blogue*

S. disse...

menina bonita escreve bonito