7.9.11

É impressionante como as pessoas se esquecem da nossa existência ou simplesmente não nos querem procurar. Quando estamos lá com elas, nos momentos que mais precisam, elas dão tudo delas até mais que podem. Mudam-se as vidas, parecem que ficam esquecidas de que já lhes fizeram muito bem. O que ainda não suporto, é que façam de conta que não nos vêem. Andam sempre muito com o rei na barriga. Burra sou eu. Ainda corro atrás das pessoas, ainda procuro por eles e saber delas. Se não for eu a mandar mensagens, ou a combinar saídas ou dar um mísero sinal de vida, elas não o fariam. Mas o que elas se esquecem é que as pessoas também aprendem com os erros que cometem. Depois venham pedir o meu ombro e o meu apoio, que eu dou-vos piças. Beijinhos na bunda.

16 comentários:

marie disse...

não és a única querida :/

joanarocha disse...

história da minha vida isto... sao todos iguais e nós que nos preocupamos é que ficamos mal no meio de tudo isso.

danielacosta disse...

gostei especialmente deste texto , identifico-me bastante com ele (:

S. disse...

QUEEN.
what goes around, comes back around*

joanarocha disse...

a mim também querida. é realmente estupido quando damos tudo o que temos e não recebemos nada em troca...

marie disse...

pois sou minha querida :/

joanarocha disse...

talvez quando for tarde demais...

Palavra Já Perdida disse...

Como podes ver, ñ és a única. Infelizmente, há pessoas assim e costumam ser aquelas que nós dizíamos que ñ faziam isso.. enfim.
Temos é de ser fortes e aprender :)

marie disse...

mas mesmo sem as pessoas em questão saberem tu sofres.. enquanto mandas um sorriso amarelo para parecer que o mundo é sempre cor-de-rosa.
obrigada querida :D

marie disse...

dói :x

marie disse...

tens razao!

Lara Carrasco disse...

E pior que isso era mesmo ser a única. Mas não és meu amor! Sabes, essas pessoas não nos merecem.. Mas até encontrarmos alguém que valha, olha, temos de aguentar..

• cláudiagomes disse...

realidade injusta. amo a tua escrita minha!

Andreia Sousa disse...

odeio quando isto me acontece, irrita-me mesmo termos que ser nós a andar atrás das pessoas !

aR disse...

Ahahah adorei, já passei pelo mesmo, enfim o que se ha-de fazer, as pessoas são ingratas e não sabem dar valor ao que tem, pode ser que quando o perderem aí percebam :x

Madalena Mourisca disse...

já se sabe ó filha! ;)